Páginas

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Sobre o ex-Padre Beto, sua cretinice e o celibato.

Aí de repente aparece na minha time line do facebook: "Padre Beto: porque o celibato é obrigatório na Igreja Católica?". Me assusto com a coisa toda, mas resolvo clicar para ver a pantomima e não me assusto com a resposta esperada. A pergunta da sua audiência já é tendenciosa: "quais os verdadeiros motivos da igreja manter o celibato?" Esta pergunta cretina supõe que os motivos apresentados pela Igreja são falsos; mais, supõe que a Igreja minta descaradamente os motivos do celibato obrigatório dos padres; mais, supõe que apenas os padres iluminados "do século XXI" sabem estes supostos "verdadeiros motivos"; mais, subestima a inteligência dos Padres em exercício (ao contrário do excomungado ex-padre Beto) supondo que não conheçamos o celibato, suas raízes e sua teologia; mais, que estejamos de algum modo obrigados a sermos celibatários como se um chicote estivesse sendo, cada dia, estalado atrás de nós.

Mas, vamos ao início da resposta do excomungado ex-padre Beto. O resto da resposta não é necessário comentar. O início já diz o todo. Ele "acredita", ou seja, ele supõe. Arbitra a respeito de um motivo para o celibato, ele que é ex-padre, supõe, acredita, que o motivo escondido pela Igreja seja o econômico. Ou seja, mesmo hj ele não tem certeza disso e nem de nada, pois, deixou o ministério sacerdotal a contra gosto, excomungado. E mais! Como a pergunta já era em si mesma cretina, já trazia dentro de si o germen da dúvida quanto à integridade moral da Igreja que o padre corrobora com sua resposta. Daí se vê a clara intenção do vídeo: lançar dúvida e gerar celeuma contra a Igreja. Isto ainda pode ser provado pelas palavras do próprio excomungado ex-padre Beto ao dizer que nenhuma instituição no mundo pode proibir as pessoas de viverem sua sexualidade. Sim! Pasmem com este discurso freudiano! Freud e não mais a Igreja é o motivo deste homem ter deixado de ser Padre! O freudianismo se tornou sua doutrina! Ademais, esta construção frasal deste ex-padre é de um simplismo que grassa! A Igreja não proibe ninguém de viver sua sexualidade. A Igreja convida: os jovens antes do matrimônio a viverem a castidade e se prepararem assim para o matrimônio; os não casados (seja héteros ou homossexuais) a viver uma vida casta em vista do reino de Deus e os que optam por uma vida de especial consagração a consagrarem também sua sexualidade e energias. Qual o problema em se fazer a proposta? Nenhum! Aceita quem quiser! Queres ser padre? Sabes que tens que ser celibatário! Não queres ser celibatário? Não sejas padre! Pronto! Simples assim! A Igreja tem o PODER de instituir as leis e normas que quiser! Acata-as aqueles que querem permanecer Católicos! Mas a cabeça raspada desse homem não consegue compreender o que é óbvio! Ademais, qual o problema em proibir? É proibido proibir? Um pai tem o DEVER de proibir algo nocivo ao seu filho se assim o ama; a Igreja deve proibir também aos seus filhos aquilo que não convém à sua santificação! 

Resumo da ópera: Dois cretinos. Quem pergunta e quem responde pela qualidade da sua resposta!